A formação treinada por Nicolau Vaqueiro começou ansiosa, mas justificou o triunfo, em especial pelo que fez no segundo tempo, período em que João Rodrigues, lançado no jogo aos 59 minutos, conseguiu materializar em golo a superioridade dos locais.

As duas formações coincidiram no sistema de jogo (4-3-3) e, apesar das condições climatéricas adversas, procuraram trocar a bola entre os seus jogadores, proporcionando momentos interessantes.

O Freamunde deu o primeiro sinal de perigo logo aos sete minutos, mas Pedro Henrique falhou escandalosamente a emenda, após centro da esquerda de Junior Maranhão, num grande momento de grande forma.

O Moreirense, com boas trocas de bola e a jogar olhos nos olhos, respondeu aos 12 minutos, num lance em que o veterano Castanheira isolou Antchouet, mas o avançado gabonês acertou nas redes laterais.

Os mesmos elementos protagonizaram novo lance de perigo sete minutos depois, aos 19, mas desta feita o guarda-redes freamundense Tó Figueira segurou o remate de Antchouet.

No segundo período, Nicolau Vaqueiro trocou o posicionamento de Luiz Carlos e Tarcísio, no meio campo, e o Freamunde ganhou uma nova dinâmica.

Estranhamente, o Moreirense foi menos afoito e começou a jogar cada vez mais próximo da sua área, não estranhando o golo dos locais, conseguido aos 83 minutos por João Rodrigues, a emendar, à boca da baliza, um centro da direita de Raviola.

Com este resultado, o Freamunde passou a somar seis pontos, enquanto o Moreirense mantém nove pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.