O capitão de equipa do Santa Clara Pacheco manifestou hoje a indignação, em nome da equipa de futebol profissional, por não terem sido liquidados os salários em atraso, acusando a actual comissão de gestão de faltar à palavra.

“Em representação da equipa técnica, jogadores, director desportivo, departamento médico e restante `staff´ vimos esclarecer que não foram efectuados os pagamentos dos salários referentes aos meses de Setembro e Outubro. Apesar das diversas promessas feitas pelo Dr. Mário Batista, última das quais em que garantiu que hoje seriam liquidados os referentes vencimentos, tal não veio a acontecer”, disse.

Numa leitura de comunicado sem direito a perguntas, Pacheco referiu as “dificuldades que os jogadores já começaram a sentir” por falta de pagamento de salários, apelando para uma resolução célere da situação.

“Alguns profissionais já começam a sentir dificuldades em virtude do não pagamento dos salários, bem como das rendas habitacionais, pelo que apelamos à boa vontade e determinação de todos aqueles que gostam do clube, para, em conjunto com a actual comissão administrativa, resolverem com brevidade este problema”, adiantou.

Por último, a equipa de futebol profissional do Santa Clara assegurou que, apesar dos dois meses de salários em atraso, “em momento algum faltou rigor, empenho, determinação e ambição” no trabalho, garantindo que “o bom nome do clube ou da Região jamais sairá prejudicada pelo trabalho dos seus elementos”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.