"Amanhã [sexta feira] iremos pagar tudo o que está em atraso", disse António Fiúza à agência Lusa, revelando que hoje esteve acompanhado do presidente da câmara numa instituição bancária e o problema foi resolvido.

Aproveitando para "agradecer o empenho de Miguel Costa Gomes", o líder gilista considerou que "a atitude dos jogadores foi precipitada e não faz qualquer sentido pois o clube sempre tem cumprido".

Antes, o capitão Paulo Arantes disse que os jogadores acreditavam que António Fiúza iria resolver a situação e, por isso, estava fora de questão a falta de comparência ao jogo da última jornada, frente ao Trofense.

O líder do clube de Barcelos manifestou à Lusa insatisfação com a atitude dos jogadores, considerando que "não é de greve mas sim de faltas injustificadas ao trabalho".

Fiúza disse que, na passada quarta feira, reuniu-se com os jogadores e informou-os de que iria reunir-se com o presidente da câmara de Barcelos, a fim de arranjar uma solução para o problema, e que hoje "daria uma resposta".

O último treino antes do jogo com o Trofense está marcado para sexta-feira, pelas 10:00, no Estádio Cidade de Barcelos, e no final sairá a lista de convocados para o jogo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.