Milton, capitão do Sporting da Covilhã, acredita que a equipa vai assegurar a manutenção na Liga de Honra de futebol e quer evitar que a decisão fique adiada para o último jogo.

«Não nos passa pela cabeça chegar ao último jogo e ser de vida ou de morte. Queremos resolver as coisas o mais rápido possível», disse, em declarações à agência Lusa.

Os serranos ainda não venceram este ano, acumulam quatro derrotas e quatro empates, e caíram na última jornada para a zona de despromoção da Liga de Honra, mas o médio garante não estar preocupado, por ter confiança no grupo de trabalho.

«Não me preocupa, porque trabalhamos bem, sabemos os objetivos a que nos propusemos e estamos confiantes de que a sorte irá mudar», frisa o capitão.

Na última época, Milton foi o herói do clube na última jornada, quando, nos últimos segundos do derradeiro jogo, numa altura em que o Sporting da Covilhã estava virtualmente despromovido, marcou o golo que assegurou a permanência no segundo escalão do futebol português.

«É um momento que não quero repetir, queremos arrumar isto já», realça o médio.

O capitão acentua que a equipa tem criado oportunidades, mas considera que «a sorte não tem ajudado tanto como a outros» emblemas.

No domingo, na deslocação ao reduto do último, o Portimonense, enfatiza a importância de ganhar: «Falta-nos uma vitória para isto mudar, para encarrilharmos».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.