Moreirense e Freamunde empataram hoje a zero, em jogo da terceira jornada da Liga de Honra de futebol, disputado em Moreira de Cónegos.

Nem o encontro desempatou a igualdade entre as equipas, que somavam três pontos, três golos marcados e outros tantos sofridos, e a primeira parte comprovou este equilíbrio.

O jogo decorreu demasiado a meio campo, com muitos receios em abordar a área adversária, exceção feita às tentativas de Renato Santos e Luís Pinto que, logo aos dois minutos, tentaram por em prática uma jogada de que quase dava em golo.

O lance de maior perigo do Moreirense pertenceu a João Vicente que rematou forte de fora da área, aos 38 minutos, enquanto, do Freamunde, se destacou a corrida desde meio campo até à entrada da área de Babo, aos 44 minutos, que terminou com um corte de Miguel Oliveira.

No segundo tempo, as duas equipas cresceram no terreno e tornaram-se mas destemidas na abordagem às áreas adversárias, mas a bola teimava em não entrar em nenhuma das balizas.

Aos 50 minutos, Luís Pinto atirou por cima e, quatro minutos, depois Pedro Moita não conseguiu fazer melhor.

Seguiu-se um período de tremenda infelicidade para o conjunto orientado por Nicolau Vaqueiro, com Sérgio Nunes a cabecear mesmo à entrada da baliza, mas permitindo o alívio, e, depois, Luciano atirou à barra, aos 63.

Quatro minutos depois, o Freamunde viu ainda Miguel Oliveira desviar para a barra o remate de Bock, numa altura em que já se gritava golo nas bancadas.

Procurando contrariar a supremacia do Freamunde, aos 68, Luís Pinto rematou de fora da área, fazendo a bola raspar no poste esquerdo da baliza visitante.

Os vimaranenses acabariam por se instalar no meio campo do Freamunde até ao final do encontro e Wagner, aos 86 minutos, podia ter sentenciado o jogo, mas atirou ao lado e não conseguiu desfazer a igualdade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.