O Moreirense, líder da II Liga de futebol, pode garantir domingo a subida ao escalão principal, caso vença no terreno do Desportivo das Aves e o Portimonense seja derrotado na receção ao Tondela, na 38.ª jornada.
A formação de António Conceição precisa de ganhar na Vila das Aves, pela manhã (11:15), face ao sétimo colocado e também candidato a chegar à I Liga, e esperar que, da parte da tarde, a partir das 16:00, os algarvios, sextos, caiam em casa perante os oitavos da tabela.
Contudo, a tarefa da equipa Moreira de Cónegos promete ser complicada, já que, no encontro da primeira volta, sofreu uma derrota caseira perante o Desportivo das Aves, por 2-0. Por seu lado, o Portimonense só perdeu três vezes em casa.
Caso alcance a vitória, e os algarvios percam, o Moreirense passará a ter 12 pontos de avanço (72 contra 60) sobre o Portimonense, a quatro jornadas do fim, e tem vantagem no confronto direto, já que venceu em casa por 3-0 e empatou a uma bola na deslocação a Portimão.
Numa corrida em que não entram FC Porto B, segundo classificado, Benfica B, terceiro, e Sporting B, quinto, já que estas equipas estão impossibilitadas de subir de divisão, o Moreirense pode assegurar o regresso à I Liga apenas um ano depois de ter “caído” para o segundo escalão.
Após 37 jornadas, a formação de Moreira de Cónegos soma 18 vitórias, 15 empates e apenas quatro derrotas, ostentando o segundo melhor ataque, com 61 golos marcados (contra 73 do Benfica B), e a segunda defesa menos batida, com 23 sofridos (contra 20 do Penafiel, atual quarto e segundo nas contas da subida).
O técnico António Conceição deverá devolver a equipa à I Liga, mas a maior parte do percurso foi feito sob o comando de Vítor Oliveira, que foi despedido no início de março, quando o Moreirense seguia em segundo, apenas atrás do FC Porto B.
Autor de 20 golos, contra 15 do portista Tozé, o avançado Pires tem sido a grande figura da formação vimaranense, que está muito perto da quinta presença entre os “grandes”, depois de três consecutivas, entre 2002/2003 e 2004/2005, e ainda da participação no campeonato de 2012/2013.
Na época transata, o Moreirense ficou no 15.º e penúltimo lugar, descendo à II Liga, isto apesar dos 13 golos do argelino Nabil Ghilas, que, entretanto, se transferiu para o FC Porto.
Antes, a equipa de Moreira de Cónegos havia sido 12.ª em 2002/2003, nona em 2003/2004, conseguindo a sua melhor classificação sempre, com 12 vitórias, 10 empates e 12 derrotas (33-33 em golos), e 16.ª, descendo, em 2004/2005.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.