O Trofense e o Feirense empataram hoje a zero na Trofa, num encontro da quarta jornada da Liga de Honra em futebol muito disputado a meio-campo e que obrigou o árbitro a mostrar oito amarelos.
Aos 10 minutos, o Feirense quase inaugurava o marcador, num lance que começou num canto e que, primeiro Thiago e depois Nuno Henrique, não souberam aproveitar, deixando a bola perder-se pela linha de fundo.
Seguiram-se várias oportunidades para o Trofense, que fazia tudo bem, menos finalizar. Nikiema rematou cruzado, aos 24, mas para fora, e, 10 minutos depois, Outtara cabeceou, após cruzamento João Dias, também para fora.
A principal oportunidade de golo do primeiro tempo pertenceu aos trofenses: Varela rematou com força e a bola raspou o poste direito da baliza de Paulo Lopes.
Antes do intervalo, aos 44 minutos, foi a vez de Santos, de livre, e de Licá, numa recarga, falharem o alvo. Mérito para o guardião de Santa Maria da Feira que defendeu já em esforço.
Na segunda parte, o Trofense instalou-se no meio-campo do Feirense, mas ter posse de bola não foi sinónimo de finalização.
Outtara (64) e Licá (68) dispuseram de boas oportunidades de golo. mas Paulo Lopes, atento, aliviou. André Fontes respondeu (70) com um remate que obrigou Alex Alves a esticar-se. A segunda parte foi mais interessante e com jogadas mais dinâmicas.
Ouviu-se gritar golo na Trofa, quando André Fontes atirou à barra da baliza trofense (79 minutos). Esta jogada pareceu despertar os visitantes que passaram a acreditar mais e voltaram a tomar conta do seu meio-campo.
Porfírio Amorim ainda reforçou o ataque, fazendo entrar o último reforço do clube - Bahin, avançado do Burkina Faso. Por seu lado, Quim Machado apostou na contenção e fez o médio Pinheiro, bem conhecido do público trofense, entrar. Mas o resultado estava feito, aceitando-se o “nulo”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.