O presidente do Rio Ave assumiu hoje a responsabilidade pela descida da equipa à II Liga de futebol, mas garantiu que se manterá no cargo para ajudar o clube a regressar ao principal escalão.

"Seria mais fácil abandonar o projeto e deixar o barco à deriva. Mas não o faço, porque amo o Rio Ave, e porque tenho a certeza de que vamos voltar ao que merecemos ser e ter", disse António Silva Campos, numa comunicação aos sócios publicada nas plataformas ‘online’ do emblema vila-condense.

O dirigente, que pela primeira vez se pronunciou sobre a descida da equipa à II Liga, confessou que o sucedido foi "um choque e uma situação impensável", dizendo partilhar "a insatisfação e o desagrado" dos associados.

"Enquanto presidente assumo esta descida de divisão e as dificuldades que agora atravessamos com a mesma frontalidade, mas também a mesma dedicação e coragem com que há 13 anos aceitei o desafio de assumir os destinos do clube e numa situação muito difícil", partilhou Silva Campos.

O presidente do Rio Ave considerou que "as expectativas criadas com a participação europeia poderão ter sido um fator de quebra emocional para um grupo e uma estrutura que, depois, não soube, nem conseguiu gerir a desilusão".

"O meu desagrado é o reflexo de me aperceber que todo o meu trabalho e da minha direção, bem como de toda a estrutura deste clube, não foi suficiente nem gerou os resultados que pretendíamos", completou o dirigente.

António Silva Campos admitiu que o sucedido tem "obrigatoriamente de servir de lição e, sobretudo, de ponto de partida para um futuro melhor", garantindo estar "a trabalhar, nos vários cenários, para preparar a próxima temporada, que se irá iniciar em 01 de julho".

"São vários os dossiês que estão a ser tratados no seu devido tempo. Temos de enfrentar os problemas com frontalidade e, sobretudo, com a determinação de que vamos superar mais este obstáculo", concluiu o presidente do Rio Ave.

Depois de 13 anos na I Liga de futebol, o clube vila-condense foi relegado ao segundo escalão, depois de terminar a temporada passada no 16.º posto e ter sido eliminado num ‘play-off' frente ao Arouca.

O clube marcou para 25 de julho uma Assembleia Geral para a reformulação dos planos, orçamentos e estratégias, decorrentes da descida de divisão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.