O dirigente falava à margem da cerimónia de tomada de posse, após a reeleição na passada sexta-feira, naquela que foi a mais concorrida assembleia eleitoral do clube, com metade dos sócios a exercerem o seu direito de voto.

Após três derrotas consecutivas, os serranos, orientados pelo antigo futebolista do FC Porto João Pinto, caíram para o 15º lugar da tabela classificativa, mas José Mendes sublinha a competitividade da Liga de Honra, a “facilidade com que se salta na classificação” e mostra-se convicto na manutenção.

“No final da época, o Sporting da Covilhã irá manter-se na Liga de Honra e, se não se mantiver, o presidente irá embora, como digo há muitos anos, desde a primeira hora”, sublinha.

Eleito para mais três anos de mandato, José Mendes disse não ser necessário “agir de hoje para amanhã em nada relevante”.

“É preciso manter as contas em ordem, haver disciplina no clube, organização. É isso que vai melhorar, a todos os níveis”, referiu.

As condições dadas à formação são outra preocupação, por isso, José Mendes anunciou que a melhoria da iluminação e dos pisos está já em curso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.