O plantel do Sporting da Covilhã inicia hoje à noite um treino militar, na Serra da Estrela, com o Subagrupamento de Montanha da GNR, durante o qual Francisco Chaló espera ver reforçado o espírito de grupo.

A jornada, uma espécie de treino de sobrevivência, pensado para levar os jogadores ao limite, tanto fisicamente como psicologicamente, realiza-se pela terceira vez, com o objetivo de trabalhar aspetos que o treinador considera importante serem transportados para o relvado.

"Eles vão ser colocados à prova em valências que estão presentes em todos os aspetos: o espírito de grupo, companheirismo, solidariedade, espírito de sacrifício. Tudo isso são componentes importantes na avaliação", realça o técnico, em declarações à agência Lusa.

Francisco Chaló contava surpreender os jogadores e pediu à comunicação social que a data não fosse divulgada antes da partida, mas a vinda a público dessa informação levou a equipa técnica a avisar o grupo sobre a iniciativa, que tem início esta quinta-feira às 22:00 e termina na sexta-feira, às 20:30, com a chegada do plantel ao Complexo Desportivo da Covilhã.

O treinador diz que quem já participou nos dois anos anteriores vai na mesma ser surpreendido, com exercícios diferentes, situações novas e maior destaque às atividades aquáticas nas lagoas da montanha.

"A nível de psicologia de liderança também vai ser testado um modelo diferente", adianta Francisco Chaló.

À agência Lusa, Pedro Taborda, o capitão, sublinha tratar-se de "um treino fora do comum", "exigente", que tem como principal vantagem cimentar "a união do grupo, a camaradagem e a solidariedade de uns para com os outros".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.