Um golo de Kwame N'Sor permitiu este domingo ao União da Madeira vencer o Santa Clara 1-0, em partida da 17.ª jornada da II Liga, disputada na Ribeira Brava.

O golo, marcado ainda no decorrer da primeira parte, aos 24 minutos, permitiu ao União superiorizar-se no confronto insular com os açorianos do Santa Clara, que aumentam assim para cinco a série consecutiva de jogos sem vencer para o campeonato, em contraste com os madeirenses, que voltaram às vitórias cinco jogos depois.

O União da Madeira foi o conjunto mais forte e contundente ao longo da primeira parte, com o Santa Clara a esboçar uma reação após o golo sofrido. O primeiro lance de perigo surgiu aos 12 minutos, num centro-remate de Tiago Moreira, com a bola a embater no poste da baliza à guarda de Serginho.

Os madeirenses eram nesta fase a melhor equipa em campo e o golo surgiu à passagem dos 24 minutos, por Kwame N'Sor que aproveitou da melhor forma uma insistência de Breitner, rematanto colocado e fora do alcance de Serginho.

Após o reatamento, Rui Amorim refrescou a sua equipa, com as entradas do melhor marcador da equipa Clemente e Rúben Saldanha, em detrimento de Diogo Ribeiro e Telmo Castanheira, tendo os açorianos passado a ser mais contundentes e pressionantes.

N uma partida mais aberta, aos 63 minutos, Kwame N'Sor surgiu solto na área, mas um defesa dos açorianos enviou a bola pela linha de fundo. Na sequência do canto, Rúben Lima rematou sobre a barra e, na resposta, João Reis surgiu isolado perante Nilson, mas rematou ao lado.

A partida estava agora muito repartida e, aos 71 minutos, Clemente obrigou Nilson a uma grande defesa. No minuto seguinte, o União da Madeira respondeu, com Mica a obrigar Serginho a uma aparatosa intervenção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.