O antigo capitão da seleção moçambicana de futebol e do Ferroviário de Maputo Joaquim João morreu na sexta-feira aos 65 anos, vítima de doença, em Inhambane, sul de Moçambique, noticia este sábado a imprensa local.

Joaquim João, também conhecido como Jota Jota, foi um dos defesas centrais mais carismáticos do futebol moçambicano, com 62 internacionalizações pelos ‘mambas’, tendo chegado a treinar no Benfica, em Lisboa, antes de cumprir serviço militar nas tropas coloniais portuguesas.

Nascido em 1952 em Mopeia, província da Zambézia, representou, além do Ferroviário de Maputo, a equipa do Maxaquene, também na capital moçambicana.

Foi ainda treinador, tendo orientado os ferroviários de Maputo, da Beira e de Inhambane e as camadas jovens da seleção moçambicana de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.