Portugal está apurado para o Campeonato do Mundo. A seleção orientada por Fernando Santos conseguiu o sétimo apuramento da história e o quinto consecutivo depois de ter batido a Suíça por 2-0 e terminado o grupo B da qualificação europeia na primeira posição.

Na caminhada para a Rússia, Portugal registou nove vitória e apenas uma derrota que surgiu no primeiro encontro da qualificação. O registo de Fernando Santos não leva a enganos. Nos últimos anos, esta foi a melhor fase de apuramento para Portugal.

Recordando a última qualificação para um Campeonato do Mundo (Brasil 2010), Portugal era orientado por Paulo Bento e terminou a fase de qualificação no segundo lugar do seu grupo. O resultado não foi suficiente para um apuramento direto e houve necessidade de uma play-off para aceder à prova brasileira.

Junto a Portugal estavam Rússia (apurou-se diretamente para o Mundial), Israel, Azerbaijão, Irlanda do Norte e Luxemburgo. Perante estes oponentes, a seleção lusa somou 21 pontos em 30 possíveis. Em termos de resultados, a formação orientada por Paulo Bento somou seis vitórias, três empates e uma derrota durante a fase de qualificação para o Mundial. A formação russa foi a única que bateu Portugal.

Em 2009, Portugal esteve na corrida para o Mundial da África do Sul no grupo 1. Orientada por Carlos Queiroz, a seleção portuguesa terminou no segundo posto de um grupo composto por Dinamarca (seguiu para o Mundial), Suécia, Hungria, Albânia e Malta.  Em 10 encontros, Portugal somou 19 pontos frutos de cinco vitórias, quatro empates e apenas uma derrota. A única derrota surgiu na segunda jornada, em casa, frente à Dinamarca.

Regressando ainda mais atrás no tempo, 2006 foi o último Mundial em que Portugal assegurou uma presença no Campeonato do Mundo a partir da fase de grupos. No entanto, na qualificação antes da prova que decorreu na Alemanha, a pontuação não foi tão elevada como a de Fernando Santos no apuramento para o Mundial da Rússia.

Na altura, a qualificação era feita com grupos mais extensos. Portugal teve de disputar 12 encontros em vez dos mais recentes 10 e somou 30 pontos. Os resultados dão conta de nove vitórias e três empates durante a qualificação – 6 pontos perdidos -. Em jeito de paralelismo com este ano, a seleção portuguesa perdeu somente três pontos derivados do ‘desaire’ com a Suíça na primeira ronda da qualificação.

Sem necessidades de play-off

Portugal tem sido presença constantes nas grandes competições de seleções do Mundo. Tanto Campeonatos do Mundo como Campeonatos da Europa contaram com a seleção lusa entre os participantes. No entanto, Portugal tinha uma constante na hora de garantir o seu lugar: Play-off de acesso às provas.

Recordando os Mundiais mais recentes: Brasil (2014) e da África do Sul (2010), Portugal apenas garantiu a passagem para a fase final da prova depois de disputar um play-off de acesso. Antes da competição no Brasil, a seleção nacional necessitou de deixar para trás a Suécia depois de ter terminado em segundo lugar. No embate frente ao conjunto que tinha em Ibrahimovic a figura máxima, Ronaldo foi o herói do apuramento. Para além de ter feito o tento em casa, o avançado do Real Madrid assinou um ‘hattrick’ na segunda mão.

Na antecâmara do Mundial de 2010, Portugal enfrentou a Bósnia no play-off de acesso ao Campeonato do Mundo. Depois de uma primeira mão onde Bruno Alves fez o único golo que dava vantagem a Portugal, Raúl Meireles selou o apuramento na Bósnia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.