O adepto que invadiu o relvado durante o jogo entre Arménia e Portugal, Shahen Harutyunyan, tinha como objetivo apelar à libertação de presos políticos, incluindo do seu pai, Shant Harutyunyan.

Shant Harutyunyan foi condenado a seis anos de prisão por se opor ao regime político arménio.

O cartaz, no qual se lia "Liberdade para Shant Harutyunyan e para os outros presos políticos", chegou às mãos de Cristiano Ronaldo, que o agarrou para o ler.

"Invadi este relvado por um dos melhores jogadores do mundo estar em campo e por a atenção mundial estar centrada nele. Aproveitei esta ocasião para, uma vez mais, mostrar ao mundo que a Arménia tem presos políticos e que nós exigimos a sua libertação", revelou o adepto ao portal News.am após ter sido libertado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.