Na sua primeira internacionalização, Bebé jogou deslocado da sua posição de origem (extremo), mas, apesar da derrota, o jogador do Manchester United manifestou-se “feliz” por ter vestido a camisola das "quinas".

“Claramente não joguei na minha posição, sou extremo, mas o mister é que sabe”, afirmou o jogador, que alinhou na posição de ponta de lança no embate com a Inglaterra, que Portugal perdeu1-0, ficando afastado definitivamente do Europeu de 2011 de sub-21.

Bebé admite que os objectivos não foram cumpridos, mas mostrou-se “feliz” por representar a selecção nacional.

“Falhámos os objectivos, mas estou feliz por representar a selecção e, agora que aqui estou, espero voltar mais vezes”, afirmou.

Sobre a sua aventura no Manchester United, Bebé disse que tem ainda de aprender muito”, pois não ganhou “nada” e não se sente “como jogador de topo".

Por seu lado, Castro disse que a equipa jogou “com as linhas afastadas”.

“Não conseguimos fazer o jogo que tínhamos planeado. Na primeira parte jogámos com as linhas muito afastadas e frente a uma equipa muito compacta, o que tornou o jogo mais complicado”, observou.

O jogador do FC Porto acha que a equipa tinha valor para estar no Campeonato da Europa e que reagiu tarde demais na derrota com a Inglaterra.

“Na segunda parte tentamos ir atrás do prejuízo, mas não conseguimos. Acho que podíamos estar no campeonato da Europa devido ao valor dos jogadores que compõem a equipa. Agora com a Macedónia vamos dignificar a camisola portuguesa”, concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.