“Têm uma capacidade técnica que respeitamos muito”, elogiou Stuart Pearce, na véspera do jogo, em conferência de imprensa.

Pearce ainda se recorda dos “dois jogos muito difíceis” contra os portugueses, há dois anos, e está à espera de um “teste duro”.

O técnico lembra que ambas as equipas já perderam pontos, mas que Portugal está em pior situação, pois arrecadou apenas quatro, em três jogos, menos três que a Inglaterra, segunda classificada, que tem os mesmos jogos.

“Sabemos que se ganharmos amanhã (sábado), será muito difícil para Portugal qualificar-se para o torneio devido ao número de pontos que já perdeu”, afirmou.

O empate, acrescentou, irá beneficiar sobretudo os gregos, que lideram o Grupo 9, com 13 pontos, mas com cinco partidas disputadas.
“Penso que a Grécia vai estar a observar e a desejar que seja um empate, porque isso beneficiá-los-ia”, disse.

Pearce considera este um “grupo muito equilibrado” e prevê que o jogo de sábado seja “muito difícil de ganhar”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.