O presidente da Associação de Futebol de Lisboa (AFL) desconhece e desvaloriza uma eventual «moção de censura» que venha a ser apresentada pelos clubes da AFL, por ter comparecido na apresentação da candidatura de Carlos Marta.

«Desconheço. Não tenho conhecimento de qualquer proposta nesse sentido. Não tenho qualquer comentário a fazer», afirmou Carlos Ribeiro à agência Lusa, antes de recordar a questão estatutária que os clubes deverão cumprir para solicitar uma reunião magna da associação.

Ainda assim, o presidente da AFL frisou que é um «executivo a prazo» e que está a dois meses e meio do fim de mandato, que termina a 31 de dezembro: «Portanto, não me preocupa absolutamente nada que ele termine no dia 31 de dezembro, no dia 01 ou amanhã».

«Fui eleito pelos clubes. Se os clubes entenderem que não estou a cumprir com as minhas obrigações, se houver razões para isso, estou disponível para assumir as consequências», sublinhou.

Carlos Ribeiro disse mesmo que pondera convidar Carlos Marta a expor as suas ideias na AFL, “para que os clubes possam decidir quanto à escolha” entre os candidatos que se perfilam às eleições da Federação Portuguesa de Futebol, agendadas para 10 de dezembro.

«Estou a ponderar se, como fiz com todos os candidatos, convidarei o Carlos Marta a expor as suas ideias na Associação de Futebol de Lisboa. Convidei o doutor Fernando a fazer essa exposição e provavelmente essa será uma das possibilidades», explicou, recordando ainda os dois encontros que manteve com o candidato António Sequeira, antigo secretário-geral da FPF.

Interrogado sobre a possibilidade de vir a integrar a lista de Carlos Marta, o presidente da AFL garantiu que tomará uma posição sobre os cenários eleitores da federação «no decurso desta semana».

Uma fonte dos emblemas lisboetas disse hoje à agência Lusa que os cinco clubes profissionais – Atlético, Belenenses, Benfica, Estoril-Praia e Sporting – e «alguns amadores» vão dar entrada com este pedido «na próxima semana».

Em causa está a presença Carlos Ribeiro na apresentação da candidatura de Carlos Marta, presidente da Câmara Municipal de Tondela, para as eleições na FPF, sem que «tivesse havido qualquer reunião para que a AFL defendesse uma posição conjunta dos clubes».

Os clubes de Lisboa já anunciaram o apoio a Fernando Gomes, atual presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.