O “braço-de-ferro” entre a FPF e Carlos Queiroz está para durar.

Segundo o jornal A Bola, o Conselho de Disciplina da Federação deverá receber, até segunda-feira, a contestação de Carlos Queiroz à nota de culpa, remetida por alegadas ofensa aos médicos da Autoridade Antidopagem, aquando do estágio da selecção nacional na Covilhã.

Dificilmente, Queiroz conseguirá sair sem qualquer sanção, mesmo que esta seja leve, embora o seleccionador continue a considerar-se linchado em praça pública e neste sábado, em declarações ao Expresso, referiu que tanto Laurentino Dias como a FPF foram “induzidos em erro pela Autoridade Antidopagem que, de forma capciosa, lhes fez chegar informação enganosa”. O seleccionador vai mais longe ao afirmar que o terão feito”para esconder um acto de suposta negligência médica”.

Caso a decisão seja suspender Carlos Queiroz, e mesmo este podendo contestar a decisão, esta será sempre aplicada. Sendo assim, o seleccionador ficaria impossibilitado de orientar a equipa durante a suspensão e até nova decisão, levando a FPF a aproveitar essa situação e a tentar rescisão por justa causa.

A selecção nacional começa já no inicio de Setembro os jogos de apuramento para o Europeu de 2012.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.