O presidente da Liga Fernando Gomes e o candidato à presidência da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) Filipe Soares Franco almoçaram na terça-feira, em Lisboa, almoço esse que teve como “prato principal” as eleições federativas de 10 de dezembro.

«O presidente da Liga procurou saber junto de Filipe Soares Franco qual o seu grau de determinação em levar até ao fim a candidatura perante um cenário de candidatura do próprio Fernando Gomes à presidência da FPF», disse à Agência Lusa fonte próxima do antigo presidente do Sporting.

Este fez saber a Fernando Gomes, segundo a mesma fonte, a sua «convicção e empenhamento em ir a sufrágio», enquanto o presidente da Liga se «comprometeu em comunicar-lhe pessoalmente, antes de tornar pública, uma eventual decisão de se candidatar à presidência da FPF».

A assunção dessa candidatura por parte de Fernando Gomes é aguardada proximamente, depois do repto que lhe foi lançado nesse sentido pela maioria dos clubes da Liga de Honra no passado dia 08 de setembro, antes da cimeira do Conselho de Presidentes realizada no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

Esta eventual candidatura reúne, também, o apoio de vários clubes da Liga principal, mas Fernando Gomes só assumirá protagonizá-la quando garantir os apoios indispensáveis a uma vitória eleitoral inequívoca, tendo em conta que a Liga tem apenas 20 delegados num universo de 84 que decidirá quem será o próximo presidente da FPF.

É justamente esta a razão pela qual Fernando Gomes tarda o anúncio público da sua candidatura, que só fará depois de concluir as conversações de bastidores para angariar apoios, nomeadamente junto do universo das associações regionais e distritais.

Dos três “grandes”, o Benfica, que apoiava Fernando Seara, e o FC Porto não se vincularam a nenhuma candidatura, embora Pinto da Costa tenha afirmado que Fernando Gomes “terá o apoio da esmagadora maioria dos clubes”, caso decida avançar, ao passo que o Sporting, através do presidente Godinho Lopes, tenha apontado a sua preferência por um candidato a candidato, o anterior presidente da Liga Hermínio Loureiro, que já declarou o seu apoio a Fernando Gomes, mas está disponível caso este não avance.

Esta posição de Godinho Lopes não coincide com a do administrador da SAD Luís Duque, cujo apoio a Fernando Seara é conhecido, tendo ambos, de resto, almoçado com o presidente do Benfica Luís Filipe Vieira no passado dia 07 de setembro, almoço no qual as eleições para a FPF também foi um dos temas abordados.

Embora não seja um dado adquirido e assumido, a verdade é que a eventual candidatura de Fernando Seara, que começou a ser preparada há um ano, está comprometida, depois de um longo trabalho para garantir apoios, nomeadamente de várias associações e clubes.

«Ele assumiu certos compromissos e responsabilidades e agora hesita», desabafou à Agência Lusa uma fonte envolvida na preparação da sua candidatura, hesitação essa reforçada com a assunção de Soares Franco e o recente movimento que se gerou com o objetivo de convencer Fernando Gomes a avançar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.