Em entrevista ao Correio da Manhã, o avançado luso-brasileiro garante não haver problemas com o seleccionador nacional Paulo Bento. O técnico não chamou Liedson para o encontro decisivo com a Noruega, esta noite no estádio da Luz, e justificou que apenas se deveu a «opções técnico-tácticos».

«Se fui naturalizado é para ajudar. Mas respeito a decisão do treinador», disse Liedson ao diário.

Liedson deixou o Sporting na época que findou, depois de sete anos ao serviço do clube de Lisboa, para ingressar no Corinthians, mas não esquece o emblema que lhe deu a alcunha de Levezinho.

«Honrei sempre a camisola do Sporting», frisou, desejando também sorte ao novo comandante, Domingos Paciência.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.