Depois de publicar a carta enviada por Simão Sabrosa, a FPF reagiu, em comunicado, à renúncia de Simão Sabrosa à selecção nacional. O presidente da FPF, Gilberto Madaíl, elogiou o percurso de Simão e salientou o "empenho que o avançado demonstrou ao serviço" de Portugal.

"Fiquei emocionado ao ler a carta que o Simão me enviou. Lamento a decisão, mas tenho, naturalmente, que aceitá-la, respeitando os motivos invocados, para além de registar com agrado as suas palavras de apoio”, adianta Madaíl.

Nesta altura, acrescenta o presidente da FPF, “devo destacar e agradecer todo o empenho com que o Simão sempre encarou os trabalhos da 'Equipa de Todos Nós'. Tive muitas conversas com ele ao longo dos tempos, até pelo facto de ele ser um dos capitães de equipa e recordo bem o grande orgulho que sentia em representar Portugal. Esse era o valor mais importante para ele. Nunca me esquecerei dos bons momentos que vivemos na selecção - e foram muitos", disse Madaíl.

O líder federativo aplaude ainda o talento do jogador, formado no Sporting.

"Quer pelo seu enorme talento, quer por esta enorme vontade de servir o país da melhor maneira possível, o Simão é e será sempre um símbolo da selecção nacional. Agradeço-lhe, em meu nome pessoal, da FPF e do futebol português, tudo o que fez pela nossa selecção, desejando-lhe as maiores felicidades pessoais e profissionais", afirmou Gilberto Madaíl.

Simão Sabrosa soma 85 internacionalizações AA, com 22 golos marcados. esta noite, Simão Sabrosa entra em campo pelo Atlético de Madrid para disputar a Supertaça Europeia, num jogo transmitido em directo no Sapo Desporto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.