Gilberto Madaíl poderá deixar os cargos que detém na UEFA caso não se confirme a sua recandidatura para mais um mandato à frente da Federação Portuguesa de Futebol, cujas eleições se realizam a 5 de Fevereiro de 2011.

De acordo com o jornal A Bola, o líder da FPF mostrou-se algo desagradado com a data das eleições, pois isso obriga-o a definir uma posição mais cedo do que desejava. Madaíl esperava fechar primeiro o dossier da adaptação dos estatutos e só depois avançar para uma eventual recandidatura, mas assim terá de entregar a sua lista até 10 de Janeiro, caso avance para o acto eleitoral. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.