Horácio Antunes, presidente da Associação de Futebol de Coimbra e deputado do PS, em entrevista ao SAPO Desporto adianta que, «para já», não apoia nem Gilberto Madaíl nem Fernando Seara, por considerar necessário «ver os programas». Acrescenta que a sua desistência nada tem a ver com a recandidatura de Madaíl.

O dirigente, que esta quinta-feira retirou a candidatura, por acreditar que assim haverá «maior democracia e liberdade no diálogo para a aprovação dos novos estatutos» não crê que os mesmos sejam aprovados hoje, dia de Assembleia-Geral do organismo, o que a acontecer levará as eleições para Junho. Nesse sentido e questionado sobre uma possivel ‘volta atrás’ na candidatura, afirma que não, mas não coloca de lado a hipótese de existir «uma terceira».

Horácio Antunes avançou para este desafio para lutar pelo futebol de formação e todas as vertentes da modalidade cada vez com menos expressão, como o futebol feminino e o futebol de praia.

Acredita, também, que mais do que discutir os novos estatutos, deveria, sim, ser revisto o Novo Regime Jurídico das Federações, onde diz haver «inconstitucionalidades».

Veja o vídeo da entrevista.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.