“Neste momento temos que concentrar as nossas atenções em três coisas: Portugal, Portugal, Portugal. Neste momento o mais importante é a palavra 'nós' e acredito num bom resultado e numa boa vitória. E sei que amanhã no estádio da Luz, os adeptos portugueses vão dar uma 'cabazada' aos adeptos bósnios”, disse Carlos Queiroz.

O seleccionador e os seus pupilos conhecem bem a equipa adversária, mas Queiroz referiu que não se pode esquecer que Portugal também tem as suas credenciais.

“Os jogadores da Bósnia sabem também quais as nossas virtudes. Marcámos 19 golos, num grupo mais equilibrado, com quatro candidatos a passar. Nós só temos que saber utilizar estar oportunidade”, frisou Queiroz.

Quanto à ausência de Ronaldo, Carlos Queiroz foi rápido na resposta: “O que importa é o nós, o que menos importa é o eu. É um jogo colectivo e estamos preparados para suplantar e ultrapassar este adversário”.

A seleccção "chegou aqui por mérito" e acrescenta que, apesar do bom percurso da equipa balcã,  "não é possivel reconhecer favoritismo à equipa da Bósnia". "O jogo vai ser ganho nos detalhes e na concentração. Isso é que vai fazer a diferença.Quanto ao resultado da vitória, não sou esquisito".

Portugal disputa amanhã, no Estádio da Luz, o primeiro encontro dos playoff de acesso ao Mundial de 2010, frente à Bósnia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.