Depois da derrota com a Inglaterra e consequente afastamento do Europeu de 2011, o seleccionador nacional de futebol de sub-21 admitiu que a equipa “demorou a entrar no jogo” e que Bebé “parecia estar numa ilha”.

“Demorámos muito a entrar no jogo. Perdemos 45 minutos e quando quisemos entrar, na segunda parte, já tínhamos uma equipa inglesa forte no seu meio campo defensivo e não conseguimos criar oportunidades de golo”, admitiu o técnico.

Segundo Oceano, a opção de colocar Bebé na posição de ponta de lança e sozinho na frente de ataque portuguesa não deu frutos, em virtude da equipa não ter assumido o jogo.

“Não teria feito as coisas de forma diferente. O Bebe parecia que estava numa ilha, porque não estivemos bem. Qualquer jogador naquela posição jogaria isolado. Se tivéssemos assumido o jogo não se notaria o isolamento do jogador na frente de ataque”, assumiu.

O seleccionador nacional sub-21 admite que os seus jogadores arriscaram “muito pouco dentro do meio campo inglês”, e que faltou confiança e atitude” no jogo português, especialmente na primeira parte.

Portugal está assim afastado do Campeonato da Europa 2011, que será disputado na Dinamarca, um destino que, segundo Oceano, começou a ser traçado nas más exibições da “Grécia e Macedónia”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.