“O nosso principal problema é a dimensão da África do Sul e as distâncias a percorrer”, disse Carlos Godinho, após regressar a Joanesburgo ao princípio da noite de hoje, num voo proveniente de Bloemfontein, com o seleccionador nacional.

Para Godinho, a logística é bem mais fácil quando este tipo de provas se realiza em países europeus, com climas mais uniformes e distâncias pequenas a percorrer.

“A nossa decisão sobre o local de concentração da selecção será tomada em 05 de Dezembro, um dia após a realização do sorteio de grupos. Obviamente que teremos de jogar em várias cidades e será determinante saber os tipos de climas e temperaturas a que os jogadores estarão sujeitos”, salientou o director-técnico.

No Inverno sul-africano, durante o qual a prova decorrerá, cidades como Bloemfontein e Joanesburgo, situadas no “plateau”, têm temperaturas nocturnas muitas vezes negativas com um reduzido grau de humidade, enquanto a Cidade do Cabo tem um Inverno ameno, do tipo europeu, com chuva frequente, e Durban e Nelspruit climas tropicais.
Godinho e o seleccionador nacional, Carlos Queiroz, visitaram hoje várias instalações desportivas em Bloemfontein, uma das nove cidades-anfitriãs do Mundial FIFA2010.

Situada 350 quilómetros a sudoeste de Joanesburgo, Bloemfontein foi a terceira cidade visitada por Queiroz e pelo director técnico da FPF, que se encontram na África do Sul há três dias em busca de um local que servirá de base à selecção das “quinas” durante o primeiro Mundial em solo africano, que se iniciará a 11 de Junho de 2010.

Os dois responsáveis já visitaram várias instalações desportivas e hoteleiras nas cidades de Pretória e Joanesburgo e em seu redor, tendo também mantido um encontro, quinta-feira, com o director-executivo do Comité Organizador Local (COL), Danny Jordaan, e com o presidente da federação sul-africana, Kirsten Nematandani, na sede da SAFA em Joanesburgo.

Os dois responsáveis tiveram também oportunidade de trocar impressões com o seleccionador nacional da África do Sul, o brasileiro Carlos Alberto Parreira.

Sábado, Carlos Queiroz viajará para o noroeste do país, designadamente a cidade de Rustenburg, com a mesma missão, enquanto Carlos Godinho seguirá de avião para a Cidade do Cabo, onde prosseguirá visitas a várias instalações até ao dia do sorteio de grupos do Mundial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.