Impossibilitado de comandar a equipa das quinas, Carlos Queiroz já tinha prometido que ia marcar presença no Estádio D. Afonso Henriques para assistir ao jogo de Portugal no arranque do apuramento para o Euro2012.

Os jogadores, ao saber da situação do seleccionador, por intermédio dos capitães, reservaram um convite especial para Queiroz, mas, além de ter manifestado a sua satisfação pelo gesto, acabou por não aceitar.

A razão que levou o seleccionador a declinar o convite estava relacionado com o lugar que lhe estava destinado nas bancadas do Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, que implicava uma maior exposição ao público.

Carlos Queiroz optou então por reservar um camarote privado, com capacidade para 12 pessoas, desembolsando 970 euros pela privacidade.

No final, o seleccionador viu a sua equipa empatar a quatro golos com o Chipre.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.