Ricardo Carvalho pode, no sábado, na Arménia, tornar-se no jogador de campo mais velho a vestir a camisola da seleção portuguesa de futebol, um cenário inesperado para o defesa central de 37 anos.

"Chega a uma fase em que, devido à idade, começamos a pensar ano a ano, mas sinceramente nunca pensei jogar até tão tarde", afirmou Ricardo Carvalho em conferência de imprensa, após o treino de Portugal em Tbilisi, na Geórgia.

No sábado, em Erevan, contra a Arménia, em jogo de qualificação para o Euro2016, o central pode somar a sua 80.ª internalização e superar António Veloso, que tem esse ‘título’ desde 1994, como o mais velho jogador de campo a representar a seleção lusa.

"A idade passa e eu estou a prolongá-la. Não sei a que idade irei terminar a carreira, já faltou mais, mas não quero pensar nisso. Não penso jogar até aos 40 anos. Penso acabar a carreira a um bom nível", confessou.

Carvalho, que na sua longa carreira passou por clubes como o FC Porto, Chelsea, Real Madrid e mais recentemente Mónaco, tem como principal objetivo ajudar Portugal a qualificar-se para o Europeu do próximo ano, um competição que o próprio jogador nem sabe se irá estar presente.

"Não penso no Europeu, penso em ajudar Portugal a estar no Europeu. Não sei como vou estar daqui a um ano. Vivo o momento e tenho esperança em lá chegar, mas nem tudo depende de mim", disse o jogador nascido em Amarante.

Em final de contrato com o Mónaco, Ricardo Carvalho revelou que ainda não renovou a sua ligação, mas espera continuar a atuar, pelo menos mais uma temporada, no clube que disputa o campeonato francês e que é treinado pelo seu compatriota Leonardo Jardim.

Para o diretor da Unidade de Saúde e Performance da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), José Carlos Noronha, a longevidade de Ricardo Carvalho é mesmo um caso de estudo.

"Ele pode jogar perfeitamente até aos 40 anos e será um ‘case study’ de longevidade e eficácia. Tem um dos melhores ADN, nunca teve lesões e tem muito cuidado com ele próprio", explicou o médio José Carlos Noronha.

Portugal está a realizar um estágio de quatro dias em Tbilisi, tendo em vista o jogo de sábado frente à Arménia, em Erevan, do Grupo I de qualificação para a fase final do Europeu, que vai decorrer no próximo ano, em França.

A comitiva portuguesa fica na Geórgia até quinta-feira, dia em que realiza mais um treino no Estádio Mikheil Meskhi, partindo de seguida em direção a Erevan. Três dias depois, Portugal defronta a Itália, num particular que se vai realizar em Genebra, na Suíça.

Após quatro jornadas, Portugal lidera o Grupo I, com nove pontos, contra sete de Dinamarca e Albânia e um de Sérvia e Arménia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.