O antigo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) considera que a decisão de deixar cair Paulo Bento, nesta altura, foi precipitada.

“Posso dizer que tenho muita pena e que, como já tinha dito anteriormente, o Paulo Bento merecia um crédito de confiança. Acho que terá sido uma decisão um pouco precipitada, a meu ver”, declarou ao site “zerozero” o antigo dirigente, que foi responsável pela contratação deste.

Instado a comentar o futuro da seleção e a possibilidade Rui Jorge, Gilberto Madaíl elogia o trabalho feito pelo selecionador sub-21 mas considera ser prematuro a sua ascensão ao cargo anteriormente ocupado por Paulo Bento.

"Para lhe ser franco, acho que o Rui Jorge está a fazer um excelente trabalho nos sub-21, mas penso que é prematuro lançá-lo já na seleção A, ainda que não seja por uma questão de competência. Até para ele, ser exposto assim tão cedo podia não ser benéfico para a sua carreira", completou.

Paulo Bento deixou a seleção portuguesa uns dias depois de Portugal ter perdido com a Albânia por 1-0, no jogo de estreia da qualificação do Euro 2016.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.