Fernando Seara chegou a manifestar a sua vontade de avançar para as eleições à presidência da Federação Portuguesa de Futebol, mas acabou por recuar na intenção e integrar a lista de Carlos Marta.

Esta segunda-feira, na TVI, o autarca de Sintra explicou as razões que o levaram a não aceitar o desafio lançado por Luís Filipe Vieira.

«Eu nunca traio os meus amigos. Quando me pedem, estou na linha da frente. Não me candidato a nada se me pedem a cabeça de um amigo», vincou o conhecido sócio e comentador do Benfica.

As eleições da Federação Portuguesa de Futebol realizam-se em dezembro. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.