O 7.º lugar do AC Milan na Serie A começa a preocupar os adeptos e responsáveis pelo clube. Os 232 milhões de euros investidos em contratações esta época tarda em dar retorno, pelo que o projeto de colocar o clube milanês na rota dos títulos já levanta dúvidas. O técnico Vincenzo Montella começa a ser contestado, depois do AC Milan ter falhado nalguns testes mais complicados na Série A. Ancelotti, despedido do Bayern Munique, já está na sombra para ser o sucessor do antigo avançado italiano, apesar de ter dito que só voltará a treinar daqui a dez meses, ou seja, no início da próxima época.

As derrotas caseiras com a AS Roma e com a Lazio e Sampdoria fizeram soar o alarme entre os adeptos ´rossoneri`. O jornal espanhol ´Marca` fez um levantamento das razões para o insucesso do AC Milan neste início de época.

Demasiadas expetativas

O clube foi adquirido por um grupo de investidores chineses, o Rossoneri Sport Investment Lux, que pagaram 740 milhões de euros por 99,93% das ações. Foi dado a Vicenzo Montella um plantel de luxo, que recebeu nomes com Bonucci, André Silva, Hakan Çalhanoglu, Ricardo Rodríguez, Nikola Kalinic, entre outros, num monstruoso investimento de 232 milhões de euros. Os primeiros resultados aumentaram ainda as expetativas dos adeptos, principalmente a carreira da equipa na Liga Europa frente a adversários menos cotados. Mas na Série, as três derrtoas em sete jornadas fizeram disparar o alarme.

Defesa instável

Bonucci foi a ´cereja` no topo de um luxuoso ´bolo` que precisava de um toque diferente, depois de várias contratações de jogadores de cariz ofensiva. O internacional italiano trocava a Juventus onde era titular e chegava a San Siro para ser o capitão de um ´barco` novilho em folha, pronto a ´navegar` rumo aos títulos. Montella até mudou a defesa, passando a atuar com três centrais, para que o homem que custou 40 milhões de euros pudesse estar mais cómodo. Mas é no sector onde atua o central de 30 que tem entrado mais ´água`. Em sete jogos na liga italiana, a equipa sofreu dez golos e tem a segunda pior defesa dos primeiros sete colocados (Só Torino, com 11, tem pior). Demasiados golos para uma equipa que foi construída para desalojar a Juventus da liderança do futebol italiano.

Ataque tarda em carburar

André Silva foi contratado ao FC Porto por 38 milhões de euros, mas a sua juventude e pressão fazem com que tarda em afirmar-se em Itália. A forma de jogar da equipa também não ajuda muito o ataque já que os médios estão muito próximos e falta um jogador capaz de romper linhas e chegar-se mais a frente para alimentar os jogadores mais adiantados. Hakan Çalhanoglu tem jogado muitas vezes na ala, outras no meio, mas longe dos homens da frente. Quando atua num esquema de três dianteiros, a equipa fica sem jogadores capazes de alimentar os homens da frente.

Avançados com fraca pontaria

Na derrota do AC Milan com a Sampdoria, os ´rossoneri` não fizeram qualquer remate enquadrado com a baliza. Na derrota com a AS Roma, só conseguiu acertar na baliza ao minuto 50. Ou seja, a equipa levou 150 minutos a fazer um remate à baliza adversária. André Silva e companhia já levam 209 minutos sem qualquer golo na Série A. André Silva não tem qualquer golo mas também só fez três jogos. A juventude do português mas também de Cutrone (19 anos), explicam o fracasso numa equipa sem uma referência atacante. Demasiado pouco para quem quer ser campeão.

Falta de competitividade

As vitórias da equipa na fase inicial da época aumentaram as expetativas, mas era preciso enquadra-las: a equipa ainda não tinha sido colocada à prova. As vitórias com a Universitatea Craiova, KF Shkendija 79, Áustria Viena e HNK Rijeka na Liga Europa não podem servir como indicador da capacidade da equipa. Assim que vieram os jogos mais complicados, com Lázio, Sampdoria e Roma, o AC Milan falhou.

A paragem da liga italiana para os compromissos das seleções servirá para Montella arranjar soluções dentro do plantel, afinar estratégias e arranjar novas ideias para tirar partido dos 232 milhões de euros investidos esta época.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.