O internacional holandês da Juventus, Matthijs De Ligt, assumiu que Cristiano Ronaldo foi determinante na sua escolha em rumar a Turim depois de muitos anos ao serviço do Ajax. O defesa central de 19 anos foi apresentado esta sexta-feira como reforço da Juventus e falou sobre as razões que o levaram a escolhar a 'vecchia signora'.

"No Ajax tínhamos um ambiente mais juvenil, mas aqui vou poder aprender com grandes campeões como Chiellini, Buffon, Ronaldo e muitos outros. Objetivos? Quero jogar, evoluir e mostrar as minhas qualidades", começou por dizer o defesa central de 19 anos que vai envergar a camisola número 4 da Juventus.

"Tenho 19 anos e posso crescer ainda mais. Como? A trabalhar arduamente, estou aqui para aprender. No futebol a pressão é uma coisa normal e estou habituado a isso. Mostro no campo o que posso fazer", frisou Matthijs De Ligt.

"[Porquê a Juventus?] Pelo 'feeling' que o clube me transmitiu. Além disso, Itália é um país com tradições defensivas. A Juve representa um grande passo para mim", começou por explicar Matthijs De Ligt para depois acrescentar a importância de trabalhar com Sarri.

"Ele foi uma das razões que me fez vir para vá. Ouvi coisas boas sobre a sua filosofia e sobre a forma como ele prepara a linha defensiva", disse o jovem central de 19 anos.

Mas o técnico italiano não foi o único a aconselhar Matthijs De Ligt a rumar à Juventus. O defesa central holandês revelou que Cristiano Ronaldo também 'lhe deu o toque' durante a Liga das Nações.

"Na altura estava a tentar decidir para onde iria jogar. Já tinha uma ideia, mas queria esperar um pouco. Tinha quase a certeza que ia ser a Juventus, mas obviamente ter alguém tão 'grande' como Ronaldo a dizer-me para vir para aqui foi uma grande honra", revelou Matthijs De Ligt.

O internacional holandês chega à Juventus por 85,5 milhões de euros (75 pelo passe, mais 10,5 em comissões e variáveis), depois de capitanear o Ajax na temporada passada, e explicou que a pressão a que irá estar submetido não será um problema.

"A Itália é conhecida pelo futebol defensivo e isso para mim é um desafio. A Juventus transmitiu-me confiança e mostrou que realmente me queria e tenho muito orgulho em estar aqui”, disse De Ligt, na conferência de imprensa de apresentação.

Para superar a concorrência de clubes como o FC Barcelona e Paris Saint-Germain, a Juventus ofereceu à De Ligt um contrato de cerca de 12 milhões de euros por ano, sem que isso pressione o holandês.

"A pressão é normal quando um clube paga um monte de dinheiro para te contratar. Mas se queres ser um grande jogador, tens de o assumir. Para mim, isso não é grande coisa, não é um problema. Eu quero mostrar o meu valor no campo", afirmou.

De Ligt, que irá envergar a camisola com o número 4 da Juventus, um dorsal que usa desde as camadas jovens, manifestou-se admirador de Fabio Cannavaro, ex-jogador da Juventus e do Real Madrid, entre outras equipas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.