O Toulouse, último do campeonato francês e esta época e já relegado para o segundo escalão, iniciou "negociações exclusivas" com o grupo de investidores americanos RedBird Capital Partners para vender 85 por cento do clube, anunciou esta quinta-feira (21) as duas partes envolvidas.

O clube presidido por Olivier Sadran, acionista maioritário desde 2001 e que pretende manter uma parte do investimento após a venda, avançou para os tribunais para impugnar a decisão que ditou a sua despromoção, decidido após o encerramento antecipado da temporada do campeonato francês 2019-2020 devido à pandemia dr COVID-19.

Se o processo de venda for concluído, o Toulouse tornará-se-á no quarto clube francês de propriedade americana, seguindo os passos de Olympique de Marselha, Bordéus e Le Havre, que mudaram de donos nos últimos anos.

"Estou convencido que a RedBird Capital Partners dispõe da competência e dos recursos necessários para permitir ao Toulouse Football Club voltar à elite francesa, respeitando os valores de cidadania e envolvido no tecido económico local", declarou Sadran.

"Estamos impacientes para finalizar a nossa associação com Olivier e posicionar o Toulouse no caminho do sucesso no futuro", completou Gerry Cardinale, fundador da RedBird.

Este ex-sócio da Goldman Sachs criou o fundo de investimentos em 2014. Atualmente, gere mais de três mil milhões de dólares em capital, com envolvimento no desporto, em projetos com a histórica franquia de basebol New York Yankees.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.