Edy Reja, de 64 anos, já tinha anunciado terça-feira que iria deixar os croatas do Hajduk Split, nos quais cumpria a sua primeira temporada.

Em Itália, Reja orientou uma série de clube, entre eles o Verona, o Lecce, o Torino, o Génova e o Nápoles, que levou, recentemente, da terceira à primeira divisão.

A Lázio começou da melhor forma a época 2009/2010, ao conquistar a Supertaça italiana, face ao Inter de Milão, de José Mourinho, mas nunca se encontrou no campeonato, estando presentemente em risco de descer à “Série B”.

Depois de 23 jornadas, Ballardini é o 13.º treinador a ser despedido de uma equipa do principal campeonato italiano.

Antes, haviam saído Luciano Spalletti (AS Roma), Angelo Gregucci e Antonio Conte (Atalanta), Roberto Donadoni (Nápoles), Gennaro Ruotolo (Livorno), Giuseppe Papadopulo (Bolonha), Marco Giampaolo e Marco Baroni (Siena), Walter Zenga (Palermo), Gianluca Atzori (Catania), Pasquale Marino (Udinese) e Ciro Ferrara (Juventus).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.