A equipa de José Mourinho, com Ricardo Quaresma a titular, teve que sofrer praticamente até ao fim, com Milito a converter aos 84 minutos uma grande penalidade após falta de Comotto sobre o avançado argentino.

O golo surgiu numa fase de jogo em que Mourinho já trocara Quaresma por Mancini e Muntari por Thiago Motta, aos 73 minutos. Aos 87, Diego Milito saiu ovacionado, entrando para o seu lugar o francês Patrick Vieira.

O "magro" triunfo de hoje - Eto´o ainda falhou um golo isolado frente a Frey aos 88 - mantém o Inter Milão isolado na frente do campeonato italiano, agora com mais oito pontos do que a Juventus, derrotada em casa do Cagliari (sétimo classificado).

Ao intervalo a equipa de Turim já perdia por 1-0, com o Cagliari a marcar por intermédio de Nené, ex-jogador do Nacional e melhor marcador da Liga Portuguesa na última época, aos 31 minutos.

No segundo tempo o Cagliari chegou ao 2-0, com golo de Matri aos 61 minutos.

Na Juventus, o internacional português Tiago entrou em campo aos 84 minutos, com o técnico Ciro Ferrara a dar alguns minutos ao médio, fazendo sair o maliano Sissoko.

Esta 14.ª jornada poderá tornar-se ainda pior para a "Juve", caso o AC Milan vença mais logo na visita ao terreno do Catania, o que colocará a equipa treinada pelo brasileiro Leonardo no segundo lugar da Série A.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.