Depois da mais fina ironia após o jogo para a Liga dos Campeões contra o Rubin Kazan, em que Morinho afirmou, após carimbar a passagem aos oitavos-de-final, que o Inter vivia uma situação “dramática”, a re3lação tensa do “Il Speciale” com a imprensa transalpina continua tensa e este fim-de-semana não haverá mesmo conferência de imprensa.

O técnico português não poderá estar presente no banco dos nerazzurri por ter sido expulso frente à Juventus e entendeu assim que não tinha de estar presente na conferência de imprensa, quando já se adivinhava mais um verdadeiro show mediático entre Mourinho e os jornalistas italianos.

Mourinho, conhecido pela maneira habilidosa como lida com os media, tinha criticado a imprensa italiana ao dizer que os resultados contam para todos os treinadores menos para ele e faz agora valer uma das suas máximas:

“Se os jornalistas têm o direito à crítica, eu tenho o direito de não falar.”

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.