Os procuradores Marco Gianoglio e Antonio Pacileo pediram estas penas durante uma sessão do processo judicial, no qual está também envolvido Roberto Bettega, antigo vice-presidente da Juventus, para quem é pedida uma pena de dois anos.

Neste processo, os antigos dirigentes da "vecchia signora" são acusados de falsificação de contas, infidelidade patrimonial, obstrução da justiça e fraude junto da Federação Italiana de Futebol (FIGC).

Segundo os procuradores, os acusados conseguiram inscrever a Juventus na Série A, escondendo irregularidades na contabilidade do clube.

Dos três antigos dirigentes da Juventus, que estiveram na origem da descida da equipa à Série B em 2006, na sequência de um caso de corrupção, apenas Bettega esteve presente na audiência.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.