O Nápoles, que domingo reacendeu a luta pelo título italiano de futebol ao vencer por 1-0 em casa da Juventus, foi hoje de madrugada recebido em euforia por cerca de 10 mil adeptos no aeroporto de Capodichino.

O golo marcado pelo senegalês Kalidou Koulibaly, aos 90 minutos, permitiu ao Nápoles, segundo classificado, encurtar para apenas um ponto a diferença que o separa da líder Juventus, quando faltam apenas quatro jornadas para o fim do ‘calcio’.

Os adeptos napolitanos festejaram a noite toda, como se da conquista de um título se tratasse, concentrando-se no aeroporto de Capodichino ao início da noite de domingo, para receber a equipa no regresso a casa, o que aconteceu por volta das 03:00 da madrugada.

Os festejos dos adeptos começaram logo após o final do jogo em Turim, onde o Nápoles não vencia a Juventus desde 2009, e espalharam-se um pouco por toda a cidade e junto ao mar.

O Nápoles foi campeão por duas vezes, em 1986/87 e 1989/90, impulsionado pelo astro argentino Diego Maradona, num período áureo em que conquistou também a Taça UEFA, em 1988/89, Taça de Itália, 1987, e Supertaça de Itália, em 1990.

O calendário de jogos é teoricamente mais favorável ao Nápoles, que defronta a Fiorentina (35.ª jornada) e a Sampdoria (37.ª), fora, e recebe o Torino (36.ª) e o Crotone (38.ª).

A campeã Juventus tem uma série de jogos um pouco mais difícil, já que inclui deslocações a casa do Inter Milão (35.ª jornada) e da Roma (37.ª), para além das receções ao Bolonha (36.ª) e Hellas Verona (38.ª).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.