O presidente do Nápoles, Aurelio de Laurentis, espera que Edson Cavani decida o seu futuro quando regressar da Taça das Confederações, onde está ao serviço do Uruguai.

«Confio em Cavani, é um homem de verdade e penso que não vai desafiar-me. Penso que vai ficar no Nápoles, mas se tiver de sair espero que decidia a 20 de julho, quando regressar da Taça das Confederações. Caso contrário, arranco-lhe a cabeça. (...) Alguém pensaria em deixar sair Cavani a 10 de agosto, com o campeonato prestes a começar? Confio nele», disse em declarações à Rádio Rai.

De acordo com o jornal espanhol AS, a 10 de agosto expira uma cláususla de 63 milhões de euros que obriga o Nápoles a aceitar qualquer proposta feita previamente. Na luta pela contratação do uruguaio estão Real Madrid, Manchester City e o Chelsea de Mourinho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.