Perto de 800 adeptos do Bayern Munique, preocupados com os riscos de contágio por covid-19, devolveram os bilhetes para a Supertaça europeia de futebol, na qual o clube alemão vai defrontar na quinta-feira o Sevilha, em Budapeste.

De um total aproximado de 2.000 adeptos do campeão europeu, apenas cerca de 1.300 partiram em direção à capital húngara, enquanto do lado da equipa espanhola, vencedora da Liga Europa, só 500 pessoas compraram bilhetes para assistir ao jogo, dos 3.000 ingressos disponibilizados pela UEFA.

O organismo regulador do futebol europeu pretende fazer do encontro um balão de ensaio para o regresso do público aos estádios, sempre dependentes da autorização das autoridades sanitárias de cada país, numa altura em que se verifica um agravamento da pandemia de covid-19 no continente.

Depois de ter concluído à porta fechada as provas europeias da época 2019/20, entras as quais a inédita fase final da Liga dos Campeões, em Lisboa, a UEFA vai testar o regresso do público, tendo autorizado a ocupação 30% da Arena Puskas, em Budapeste, equivalente a 20.000 espetadores.

O campeão alemão, que conquistou o título europeu ao vencer na final o Paris Saint-Germain, por 1-0, no Estádio da Luz, e o Sevilha, vencedor da final da Liga Europa frente ao Inter Milão (3-2), em Colónia, defrontam-se na quinta-feira para decidir a Supertaça europeia, a partir das 20:00.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 965.760 mortos e mais de 31,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.