A dois dias da primeira final da época, já se perspetiva aquilo que FC Porto e Tondela podem trazer na Supertaça Cândido de Oliveira que marca o arranque oficial da época 2022/23.

Mehdi Taremi já lançou os dados do encontro que se vai disputar no próximo sábado às 20h45 em Aveiro. Em declarações publicadas no programa oficial do jogo pela FPF, o avançado iraniano reforçou a importância que pode ter uma primeira conquista para o que resta da época desportiva.

"Se conseguirmos conquistar a Supertaça, certamente iremos reforçar a nossa motivação para o arranque do campeonato", atirou.

Apesar de o campeonato ser sempre o principal objetivo, o número 9 portista frisou que todos os títulos são importantes e este é mais um deles. "Trabalhamos afincadamente durante todo o ano com o objetivo de sermos campeões e de conquistarmos títulos, sendo que todos eles são importantes, quer se decidam após 34 jornadas ou numa final, como é caso", explicou.

O adversário dos dragões vai ser uma equipa que não está na Primeira Liga, algo que não acontecia desde 2022/2003 com o Leixões na II Divisão B, mas Taremi, que bisou no último encontro frente ao Tondela, recusa qualquer favoritismo.

"É um jogo, tudo pode acontecer. Não interessa quem parte ou não como favorito, ambas as equipas vão jogar para conquistar a Supertaça. A diferença estará em quem conseguir interpretar da melhor forma a estratégia da equipa. Vamos abordar este o jogo com a mesma mentalidade e vontade de sempre", acrescentou.

O avançado iraniano encara o desafio como um jogo de vida ou de morte em que os dragões pretendem mostrar "a mesma capacidade e qualidade e de trabalho" que levou às conquistas da temporada passada e, no final, deixou uma mensagem para os adeptos portistas:

"Quero agradecer o apoio de todos os portistas, quer seja em casa ou fora estão sempre presentes. Sem os adeptos não somos nada, o futebol é para eles. Já vi muitos adeptos, mas os portistas são realmente especiais, transmitem sempre uma energia muito positiva… Adoro-os e
espero que tenham o mesmo sentimento por mim (risos)."

Do lado do Tondela, clube que viu confirmada na temporada passada a descida de divisão para a Segunda Liga, a disputa da Supertaça é vista como uma segunda oportunidade para mostrar que no futebol tudo é possível.

"A disputa deste troféu representa a oportunidade de continuarmos a promover o nome de Tondela no panorama futebolístico do nosso
País", referiu David Belenguer, presidente do clube sediado em Viseu.

Para o capitão de equipa, Ricardo Alves, o importante é os jogadores desfrutarem da final, mas com o pensamento na vitória.

"O mais importante é focarmo-nos na Supertaça que é o primeiro jogo desta época e uma final que queremos ganhar", atirou o defesa de 31 anos.

Os erros do passado na última final entre os dois clubes na Taça de Portugal são dados como exemplo para mudar a história no próximo sábado.

"Temos que entrar muito concentrados, temos noção que são 90 minutos, é uma final e as finais são para se disputar e para ganhar e com isso penso que estamos mais perto de conseguir."

Tal como no Jamor, a ambição de voltar a ver uma moldura humana proveniente de Viseu mantém-se intacta.

"Queremos ver novamente muita gente no estádio, aproveitar que esta é uma fase de muitos emigrantes que vêm de férias a Tondela e a esta região. Que aproveitem e que também venham ao estádio para nos apoiar e que no final estejamos todos juntos a festejar", rematou.

Com os dados lançados, é em Aveiro que se vão ver as primeiras decisões de 2022/23 já no próximo fim-de-semana.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.