Acerca do confronto com os avenses, o treinador campeão nacional disse que esta “é uma boa oportunidade para ganhar mais um título” e que “é merecido” disputar este jogo contra um “adversário com valor, qualidade, treinador experiente e jogadores habituados a estes jogos”, e que, além da Taça de Portugal, conquistaram o “título de não descer de divisão”.

“O respeito é muito grande por esta equipa que vamos defrontar. Respeito pela instituição, os adeptos, por aquilo que demonstraram há dois meses numa envolvência muito grande entre clube, grupo de trabalho, adeptos e cidade da Vila das Aves. Estamos precavidos para um jogo extremamente difícil, mas temos consciência que é oportunidade de ganhar um título. Nesta casa trabalhamos com esse intuito”, apontou.

Sobre os índices físicos da equipa, Sérgio Conceição explicou que nesta fase de pré-época “as equipas nunca estão no topo”, mas garantiu que o plantel está “em condições de ser muito competitivo no jogo de sábado e na próxima semana, no início do campeonato”.

“Temos jogadores como o Hector Herrera que estiveram no Mundial, estivemos em contacto permanente nas férias deles, programadas e calculadas por nós. Isso foi importante no que foi a utilização deles nessas provas, tudo foi pensado nesse sentido. A época é longa, no início há jogadores que se apresentam melhor que outros, devido às características que têm. O trabalho é feito de forma individual para potenciar cada um deles, para que o coletivo seja forte”, indicou.

Sobre a indecisão no setor central da equipa e questionado sobre a possível titularidade de Diogo Leite, o 'timoneiro' dos 'dragões' frisou que Chidozie também é opção, depois de “um ano fantástico em França”, mas deixou elogios ao jovem defesa português e rejeitou uma preocupação específica com a defesa.

"Estamos a falar de um miúdo [Diogo Leite] que tem uma década no FC Porto, sabe bem o espírito e a exigência desta casa. A qualidade é inegável, não esteve no Europeu sub-19, onde conquistamos o título, porque fez a pré-epoca connosco. Estiveram também o Diogo Costa e o Diogo Queirós nessa equipa. Temos jovens de qualidade e não temos problema nenhum em assumir a partir do momento em que eles estão prontos para vir para a equipa principal”, atirou.

O ‘capitão’ Hector Herrera também participou na conferência de imprensa, na qual disse que o grupo “está motivado em vencer”, atribuindo mérito ao “rival complicado” que na temporada passada “dificultou no campeonato”, e afastou um cenário de saída do clube.

“Já o tinha dito, a minha cabeça está aqui. O meu foco é no FC Porto e sábado temos uma final importante. Nada nos pode distrair para conseguir o objetivo que é ganhar a Supertaça. Como capitão tenho que dar o exemplo, mas vai de cada jogador, o que fala da sua pessoa e do seu profissionalismo, é o que tento fazer diariamente”, finalizou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.