A Rádio Renascença adianta na edição online que o Benfica vai pedir à Federação Portuguesa de Futebol a divulgação pública das comunicações entre Carlos Xistra e Fábio Veríssimo, respetivamente árbitro e vídeo-árbitro do encontro com o FC Porto, no primeiro jogo da 'final four' da Taça da Liga.

De acordo com a mesma fonte, o clube da Luz acusa o juiz da Associação de Futebol de Castelo Branco de não ter cumprido com o que foi dito na reunião antes do jogo, na qual este se terá comprometido a confirmar as repetições de todos os lances duvidosos.

No entanto, Xistra acabou apenas por visualizar as imagens numa ocasião, à passagem do minuto 31, para confirmar que a bola não tinha batido no braço de Seferovic, no lance que culminaria com o golo do Benfica anotado por Rafa Silva.

A mesma fonte refere ainda que os responsáveis do clube da Luz acreditam que Carlos Xistra terá ignorado as indicações de Fábio Veríssimo por uma alegada falta de Óliver Torres sobre Gabriel, no lance do primeiro golo do FC Porto.

Além disso, o Benfica queixa-se também de "um golo alegadamente mal invalidado" no final da primeira parte - Xista não viu as imagens do VAR.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.