A equipa de Braga completa a terceira fase só com vitórias e é a primeira equipa a marcar presença nas meias-finais da prova.

Um golo desde o meio campo de Hugo Viana, já nos descontos, deu ao Sporting de Braga o triunfo 1-0 sobre o Portimonense e o apuramento para as meias-finais da Taça da Liga de futebol.

Quando o jogo parecia ir terminar empatado, Hugo Viana cobrou rapidamente um livre a mais de 50 metros da baliza adversária, ainda no meio campo bracarense, tendo beneficiado da atrapalhação do guarda-redes Serginho, que escorregou e não conseguiu impedir o grande golo do médio.

Para a inédita qualificação dos bracarenses para esta fase da prova bastava um empate, mas o tento tardio (90+4) de Viana veio conferir justiça ao que se passou nas quatro linhas, perante o último classificado da Liga de Honra, que deixou uma imagem razoável na primeira parte, mas que não existiu no segundo tempo.

Nota para as titularidades de Berni, Miguel Lopes (uma estreia) e Nuno Gomes na equipa da casa, enquanto que o treinador da equipa visitante, Lázaro Oliveira, aproveitou para colocar em campo de início seis reforços de inverno.

A turma orientada por Leonardo Jardim entrou bem em jogo e logo aos quatro minutos Douglão cabeceou à barra depois de um canto de Hugo Viana da direita, tendo o Portimonense respondido com um rápido contra-ataque, com Ben Traoré a cruzar da esquerda e Elderson a cortar no limite quando Zambujo se preparava para encostar (20).

Num "gelado" estádio bracarense, a equipa de Portimão foi equilibrando a contenda, mas o Sporting de Braga podia ter marcado aos 36 minutos, quando Hugo Viana não aproveitou uma autêntica oferta de Ruben Fernandes e rematou contra Serginho.

Logo a abrir o segundo tempo (47), Nuno Gomes desviou de cabeça para uma grande defesa de Serginho, após centro de Miguel Lopes, e, pouco depois, o guarda-redes que chegou de Guimarães na reabertura de mercado voltou a destacar-se, ao parar dois remates fortes de Hélder Barbosa (54 e 57).

O Portimonense não existiu ofensivamente na segunda parte, com exceção de uma fugida de Zambujo pela esquerda, que Berni anulou bem (68), mas, antes, já o Braga, por Hugo Viana (61) e Nuno Gomes (66), estivera perto de inaugurar o marcador.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.