O Sporting revalidou, este sábado, o título de vencedor da Taça da Liga ao bater o FC Porto nas grandes penalidades, depois de o jogo ter terminado empatado (1-1) no tempo regulamentar. Fernando Andrade marcou primeiro (79’) para o FC Porto, mas uma grande penalidade marcada por Bas Dost (90’) levou a final para as grandes penalidades. Aqui, os Leões foram claramente superiores (3-1) e repetiram o feito do ano passado.

No encontro desta noite, Sérgio Conceição apostou na mesma equipa que entrou em campo na meia-final contra o Benfica. Já Keizer fez duas alterações em relação ao jogo com o Braga. André Pinto rendeu o lesionado Mathieu e no ataque Bas Dost recuperou o seu lugar.

Quando faltavam poucos minutos para o início da parte, Os Dragões anunciaram, no Twitter, a substituição de Soares por Danilo na ficha de jogo, sendo que a mesma se terá ficado a dever a uma indisposição do avançado brasileiro.

De início, o FC Porto atuou com Militão, Pepe, Felipe e Alex Telles, à frente de Vaná, um meio-campo com Herrera e Oliver no meio e os extremos Corona e Brahimi, no apoio aos avançados Marega e André Pereira.

Por seu lado, o Sporting jogou com Ristovski, Coates, André Pinto e Acuña, à frente de Renan Ribeiro, três médios (Gudelj, Wendel e Bruno Fernandes) e um ataque com dois extremos (Raphinha e Nani) no apoio ao goleador Bas Dost.

Numa primeira parte sem oportunidades flagrantes de golo, destaque apenas para os cinco amarelos mostrados, três a jogadores do Sporting (André Pinto, Acuña e Nani) e dois do FC Porto (Corona e Felipe).

O segundo tempo começou com muitas paragens devido a lesões, com André Pinto a ter mesmo de abandonar o relvado, além de Petrovic, que teve de trocar a camisola por esta estar suja de sangue.

O primeiro golo do desafio surgiu apenas aos 79 minutos. Após um remate rasteiro de Herrera, Renan não segurou e deixou a bola à mercê de Marega e Fernando, e foi este que tocou para o fundo das redes. Recorde-se que Fernando Andrade tinha marcado (fez o 3-1) na meia-final com o Benfica.

Já perto dos 90, num lance entre Óliver e Diaby na área portista, João Pinheiro teve dúvidas e recorreu ao VAR. Depois de ter visto as imagens decidiu assinalar penálti a favor do Sporting. Na conversão, o homem-golo do Sporting, Bas Dost, não falhou e empatou a partida, que teve de ir para as grandes penalidades para se encontrar o vencedor. Aqui, o Sporting esteve muito melhor do que o seu rival e conquistou a Taça da Liga 2018/19.

Os Leões, que revalidaram o título conquistado em 2017/18, somaram o quarto triunfo consecutivo na ‘final four’ da prova nos penáltis, depois das vitórias face a FC Porto (meias-finais) e Vitória de Setúbal (final), na época passada, e frente ao Sporting de Braga (meias-finais), na quarta-feira.

Por seu lado, o FC Porto continua a zero na Taça da Liga, tendo perdido a terceira final disputada, depois de já ter caído face ao Benfica (2009/10) e ao Sporting de Braga (2012/13).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.