O FC Porto de Sérgio Conceição vai terminar 2017 na liderança da Primeira Liga e em prova em todas as competições em que entrou esta época. Na noite desta quinta-feira, os ´dragões` venceram em casa o Rio Ave por 3-0 e continuam a depender de si para vencer a única prova que falta no currículo. O técnico avisa que esta temporada é para ganhar tudo.

"[Vencer a Taça da Liga] é o nosso objetivo. Não deixámos cair nada. E esta vitória foi uma prova disso, pela seriedade e vontade com que encarámos este jogo, com a intenção de ganhar. Queremos estar nas meias-finais em janeiro", comentou o técnico, em declarações à RTP.

Sobre o jogo, Conceição explicou como o FC Porto desmontou a boa organização do Rio Ave.

"Atendendo a que o Rio Ave é uma equipa que não abdica da sua identidade e que procura privilegiar a primeira fase de construção, jogando a partir de trás, exercemos pressão alta para que o adversário não conseguisse construir e fazer ligação entre os setores. Essa é uma das características da minha equipa. Sabíamos que se fôssemos eficazes a defender também iríamos atacar bem. Não me canso de dizer que está tudo associado. Não podemos dissociar o processo defensivo do ofensivo E fomos muito fortes nessa matéria", atirou o técnico, antes de falar de Soares, que voltou a ser titular e a marcar.

"Está disponível o Soares, como estão todos os 24 jogadores do plantel. Todos estão completamente envolvidos e comprometidos com a nossa ambição, determinação e o projeto. É claro que todos os projetos dependem daquilo que se faz no momento, mas estamos a caminhar, em todas as competições, num nível muito positivo e queremos continuar desta forma. Ainda não ganhámos nada, mas estamos bem encaminhados depois de cinco meses de trabalho. Temos um grupo muito competitivo e forte, à imagem do FC Porto".

Com o FC Porto na liderança da Liga, nos quartos-de-final da Taça de Portugal, oitavos da Champions e bem encaminhado para a final-four da Taça da Liga, Conceição não promete títulos mas garante que vai lutar por todos.

"Sou um apaixonado pelo futebol e vejo muitas promessas. Eu não posso prometer nada, não vale a pena. Só posso prometer trabalho, rigor, disciplina e um espírito de grupo fantástico. É isso que temos. Aproveito é para desejar a todas as pessoas, principalmente aos portistas, um santo natal, cheio de saúde, paz e muito amor. Essas relações é que nos fazem viver com a nossa família e com os amigos", terminou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.