"Sabíamos que era um jogo difícil e que se fizéssemos comparações com o jogo da Liga (6-1), as pessoas poderiam pensar que era um jogo para ter os mesmos números do que aconteceu no campeonato", afirmou Jorge Jesus, recordando a goleada da Liga para explicar as diferenças relativamente a este encontro.

O técnico salientou o facto da "equipa do Nacional até ter apresentado o mesmo sistema táctico: jogou com 3x5x2", mas admitiu que os encarnados não estiveram ao melhor nível no primeiro tempo.

"Na primeira parte o Benfica teve muita segurança na posse de bola, mas não foi uma equipa perigosa nas zonas de decisão, porque não meteu velocidade quer individual, quer colectivamente", explicou.

"Na segunda parte tudo se alterou, porque houve mais espaço pelas nossas trocas e também por cansaço dos jogadores do Benfica e do Nacional. Aí soubemos tirar algumas vantagens, criámos várias oportunidades e onde podiamos ter feito golo, mas acabámos por marcar numa jogada de entendimento entre o Saviola e o Nuno Gomes. Penso que fomos uns justos vencedores", acrescentou.

O treinador criticou ainda a paragem do futebol português no Natal: "Não concordo com esta paragem de Natal... o mês de Dezembro é para se jogar. A calendarização agora é toda à pressa e qualquer dia jogamos dia sim, dia não."

A terminar a conferência de imprensa, Jorge Jesus dirigiu-se ao 'rival' Manuel Machado - com quem tem uma relação algo problemática - para desejar a sua rápida recuperação. "Espero que termine a época já no comando do Nacional", frisou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.