Jorge Jesus afirmou que o Sporting mostrou que é um grande clube em Portugal. Na zona de entrevistas rápidas, o técnico dos 'leões' reiterou que foi por momentos como estes que ingressou no Sporting quando deixou o Benfica.

" Não sei se seis Taças da Liga é uma marca... Cinco no Benfica e agora um no Sporting. FOi com essa intenção que vim para o Sporting. Para meter este clube ao nível do FC Porto e do Benfica que, nos últimos anos, dominavam o futebol em Portugal. Agora queremos disputar as decisões e estar onde estivermos hoje. Não é fácil chegar a um clube sem cultura de ganhar títulos e o Sporting mostrou que é um grande clube em Portugal... Enchemos um estádio numa demonstração de cultura vencedora. O objetivo era ganhar, mas o Sporting voltar a ser um clube de poder, para mim, é uma conquista tão importante como a própria taça".

Sobre o encontro, Jorge Jesus admite que a primeira parte não correu bem e que teve de fazer ajustes no arranque dos segundos 45 minutos. As decisões que tomou são uma das questões que fazem da profissão de treinador complicado, segundo Jorge Jesus.

"Jogámos contra uma equipa que na primeira parte foi melhor do que nós. Demos 45 minutos de avanço e o Gonçalo Paciência fez um grande jogo. Ao intervalo falei com a equipa e mudamos a nossa forma de estar em campo. Se fosse fácil ser treinador ou jogador todos eram. É preciso tomar muitas decisões e há muitos que comentam que hoje vão ficar com muitos sapos na garganta".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.