A claque do Sporting Juventude Leonina, também conhecida por Juve Leo, recorreu esta quarta-feira às redes sociais para denunciar uma alegada repreensão que sofreu no jogo de ontem, que opôs o Sporting ao Famalicão na 2ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

"O Sporting Clube de Portugal estreou-se na edição deste ano da Allianz Cup com uma vitória sobre o Famalicão, dando assim um grande passo para marcar presença na Final Four. Na bancada o habitual, mesmo a um dia de semana às 21.15h, não faltámos à chamada e apoiamos a equipa do primeiro ao último minuto", começam por referir.

"Lamentavelmente temos de referir, que fomos mais uma vez alvo de repressão onde nos obrigaram a retirar panos com os símbolos do clube, mesmo na nossa própria casa, curiosamente vimos em outros sectores do estádio, nomeadamente na bancada norte, panos idênticos que não foram alvo de qualquer repressão", acrescentam.

A claque revela ainda que "pelo segundo jogo consecutivo" houve "uma total desorganização na porta 7, com torniquetes avariados, ficando apenas 2 torniquetes em funcionamento para milhares de pessoas provocando uma enorme confusão e aglomeração de pessoas, com crianças e pessoas de idade metidas no meio da confusão e obrigando à abertura dos torniquetes, pois aos 20m de primeira parte ainda havia pessoas para entrar. Ora as pessoas pagaram a sua Gamebox têm direito a assistir ao jogo na integra. Será assim tão difícil resolver o problema?"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.