O presidente do Marítimo, Carlos Pereira, disse hoje estar contra a data do jogo frente ao Estoril-Praia a 30 de julho, para a Taça da Liga portuguesa de futebol, tendo em conta os jogos da Liga Europa.

A partida diante dos ‘canarinhos’, relativa à segunda fase da prova portuguesa, realiza-se a meio da terceira pré-eliminatória da Liga Europa, na qual o Marítimo também está envolvido, jogando a primeira mão a 27 de julho e a segunda a 04 de agosto.

"A data não levou em conta os interesses dos clubes portugueses e do próprio futebol português que está necessitado da conquista de pontos para subir no ranking da UEFA", referiu, em nota publicada no sítio oficial dos ‘verde rubros'.

O dirigente espera que haja "preocupação na defesa dos clubes e do futebol português" por parte da Liga de clubes e dos adversários do Marítimo e do Sporting de Braga, equipa que participa igualmente nas competições europeias.

Em relação à I Liga, a expectativa é de um campeonato "muito competitivo", em que os madeirenses "têm de começar bem" para conseguirem uma vantagem confortável e "evitar percalços", tendo em conta que o Marítimo vai defrontar Sporting de Braga, FC Porto e Sporting nas quatro últimas jornadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.